Reurbanização Subsetor A1 – Água Branca São Paulo – proposta de projeto para concurso nacional


28 de maio

Vista geral a partir do parque

Este concurso de projeto tem o objetivo de reurbanizar importante área do bairro da Água Branca com foco especial na implantação de unidades habitacionais de interesse social.

O Paralelo 23 foi um dos 26 escritórios de arquitetura de todo o Brasil que participaram do concurso e nossa proposta visou maximizar as áreas verdes do terreno proposto e introduzir um sistema de tratamento de água alternativo, por meio de wetlands, que consistem em tanques de armazenamento onde a água é tratada por espécies vegetais específicas formando uma espécie de pântano.

IMAGEM GERAL 01r

Como o terreno encontra-se na margem do Rio Tietê, nossa estratégia foi a de concentrar o máximo de área verde o mais próximo possível do rio, criando um parque metropolitano que renaturaliza a margem deste importante rio, hoje negado pela cidade.

A nossa proposta criou 1418 unidades habitacionais associadas a usos comerciais e institucionais no térreo, integrando o conjunto ao bairro e a cidade.

Uma ciclo-passarela garante a ligação do conjunto com a outra margem do rio, transformando o parque em elemento conector entre o conjunto e a macro área no qual ele está inserido.

IMAGEM GERAL 02r

Associados ao conjunto foram projetados uma Unidade Básica de Sáude e um Centro de Educação Unificado para atender aos moradores. Foi considerado também manter uma estrutura existente, projetada pela arquiteta Mayumi Watanabe Souza Lima para abrigar um centro de gestão participativa onde os moradores pudessem discutir e decidir sobre o futuro do empreendimento.

Autores:

arq. Leandro Leonel Corrêa

arq. Leandro Tridapalli

Equipe:

arq. Daniela Menezes

arq. Fernando Tonon

arq. Raquel Rangel

arq. Thiago Kubo

Colaboradores:

arq. Marta Lagreca de Sales

eng. José Antonio Meirinho Esteves

eng. Leopoldo Fachini

eng. Luiz Fernando Orsini


Conte-nos o que achou.